out
31

Matrícula fácil e rápida para os alunos do município!

O sistema de matrículas sem filas é moderno e facilita a vida de todos. Toda inovação com modernidade está sendo implantada na educação.

out
31

Reforma da ponte R. João Pessoa

Nessa sexta-feira, 31, começam os trabalhos de reforma e melhorias da ponte de madeira no bairro Nova Cidade, que dá acesso ao conjunto Pérolas do Rio Branco. O trânsito nesse trecho será interditado para a passagem de pedestres e veículos. A previsão é de que o trabalho seja concluído no sábado, 1º de novembro.

A obra vai facilitar o acesso e a segurança de todos que transitam pelo local. Essa reforma era uma demanda recorrente dos moradores. Agora a prefeitura está executando esse serviço, que vai garantir comodidade para quem precisa passar pela ponte.

out
31

Teresa Surita: Parabéns, Jamily!

Parabéns Jamily, pelo belo poema que escreveu para nossa amada Boa Vista. Vc falou de uma cidade que recebe a todos e não discrimina ninguém. Uma cidade sem ódio, que supera seus problemas e recebe seus habitantes com amor. Lindo! Meus parabéns!

out
30

Teresa Surita: saúde em Boa Vista

Eu amo Boa Vista, amo nossa gente sem distinção, por isso trabalho tanto e cuido das pessoas.

out
29

Teresa Surita: revertemos o quadro

Peço a participação de todos para que Boa Vista fique cada dia mais limpa. A limpeza da cidade é responsabilidade de todos.

out
29

Teresa Surita

Mesmo quando não tiver motivos pra sorrir, sorria.

out
27

Teresa Surita: melhorias na Av. Getúlio Vargas

A cada passo vamos mudando Boa Vista pra melhor.

out
27

Teresa Surita e Projeto Crescer

O projeto crescer trabalha para diminuir a violência e o consumo de drogas entres os jovens.

out
23

Dinheiro Direto na Escola: Novas escolas da prefeitura serão beneficiadas com recursos

Em 2015, o programa Dinheiro Direto na Escola vai beneficiar mais 16 unidades de ensino da rede pública municipal na capital e no interior: nove escolas indígenas, três urbanas e mais quatro na área rural serão atendidas.

Este ano, mais de R$ 6 milhões foram disponibilizados para 59 unidades escolares das áreas urbana, indígena e rural. Os recursos são depositados em contas das Associações de Pais e Mestres, que têm a autonomia para administrar conforme a necessidade das unidades na compra de material didático, de expediente e também de limpeza.

A Associação de Pais e Mestres da Escola Senador Darcy Ribeiro, no bairro Equatorial, foi uma das beneficiadas com o programa. O recurso foi utilizado para reformar banheiros, comprar materiais pedagógicos e renovar a pintura da unidade de ensino.

Para a presidente da Associação de Pais e Mestres, Antônia Matos, essa ação dá mais autonomia às escolas para solucionar pequenos problemas que surgem no decorrer do ano letivo. “Agora podemos resolver de forma imediata problemas como torneiras quebradas em banheiros, troca de lâmpadas e pequenos reparos de urgência” destacou Antônia.

“Sabemos da importância desses recursos para as escolas, a educação assim como a saúde, precisa ter autonomia e estar preparada para qualquer urgência. Este dinheiro traz mais segurança para a escola, que ganha autonomia e fica fortalecida junto a comunidade. Melhorar as condições no ensino valoriza nossos professores e nossas crianças” ressaltou a prefeitaTeresa Surita.

Recursos – O repasse é anual, e cada escola recebe 100 reais por aluno matriculado. Escolas inauguradas até o ano de 2000 recebem uma parcela de 80 mil reais. As inauguradas até 2010 receberam R$ 60 mil e as unidades que começaram a funcionar a partir de 2010 recebem R$ 30 mil. Os recursos são depositados numa conta da Caixa Econômica, parceira do programa.  A cada semestre, os responsáveis pela administração do dinheiro devem encaminhar relatórios de prestação de contas à prefeitura.

out
23

Prefeita Teresa Surita visita projeto Crescer

Na manhã desta quarta-feira, 22, a prefeita Teresa Surita visitou o novo projeto Crescer, no núcleo Calungá. Ao percorrer todas as instalações da sede, a prefeita acompanhou as atividades desenvolvidas nas oficinas, checou a qualidade dos materiais, dos equipamentos e da refeição servida aos integrantes.

O ponto principal da visita, entretanto, foi a conversa que Teresa teve com os jovens. Reunidos em uma sala ampla, os quase 200 meninos e meninas puderam dialogar diretamente com a prefeita e expor sugestões para melhorar ainda mais o programa.

“Foi muito bom conhecer a nossa mãe, que faz muito por nós aqui no projeto. Eu já tinha visto ela, mas a intimidade que tivemos hoje aqui foi coisa de mãe com filho mesmo. Foi ótimo, esperamos mais visitas e a gente vai ajudá-la também, para que o projeto cresça”, falou Railan Santos da Silva, 19 anos, um dos integrantes.

Criado em 2001 pela prefeita Teresa Surita, o Crescer ficou inativo de 2007 até 2013. Quando Teresa reassumiu o governo do município de Boa Vista, uma de suas primeiras ações foi retomar o projeto que virou modelo nacional de enfrentamento à violência e drogas entre jovens. Desde o relançamento, no início deste ano, o projeto Crescer já conta com 500 participantes.

“Hoje nessa visita eu vi que a gente está avançando bastante, as oficinas estão ficando bem estruturadas, o material que está chegando é de qualidade, inclusive com muita segurança quando se trata da marcenaria e serralheria”, disse a prefeita, durante caminhada pelo projeto.

Os equipamentos de corte utilizados nas oficinas que mexem com madeira e metal possuem um sistema a laser para detectar o movimento da mão quando ela se aproxima da lâmina. Ao ultrapassar o limite de segurança, o equipamento para automaticamente para evitar acidentes.

Além do investimento em material e equipamento, a prefeita informou que o restaurante popular do bairro Pintolândia passará a receber algumas oficinas, o que possibilitará o atendimento de mais 400 jovens. “Estamos avançando e trabalhando sempre com o olhar na diminuição da violência e, principalmente, na questão das drogas, que hoje é um problema muito grande”, completou Teresa.

Conheça as atividades realizadas no novo Projeto Crescer

Oficinas em atividade:
Madeira (marcenaria e luteria), metal (serralheria e metalurgia), modas, serigrafia, trânsito, artesanato, música, dança, cineclube e meio ambiente.

Oficinas em processo de instalação:
Cozinha regional e panificação, hip hop, teatro, informática, biojóias

Esportes:
Futebol de campo, vôlei, gincanas e passeios educativos no Bosque dos Papagaios e 7º Bis.

Além disso, o projeto oferece acompanhamento psicossocial, jurídico e médico odontológico para os participantes.

Posts mais antigos «