«

»

mar
02

Políticas públicas voltadas a jovens reduziram homicídios em Roraima

Em 2004 e 2005 registraram-se os menores índices de homicídios desde 1980 em Roraima. Foram 83 e 94 assassinatos, respectivamente. Os dados são do Mapa da Violência, estudo do Instituto Sangari, baseado em dados do Ministério da Justiça referentes ao período compreendido entre 1998 e 2008. Em 1998 foram 132 e em 2008, 105.

O motivo? O próprio estudo revela. A redução ocorreu em virtude de políticas públicas desenvolvidas a partir de 2003. É fácil forçar a memória é relembrar projetos sociais que enfocavam crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social desenvolvidos em gestões de Teresa Surita na Prefeitura de Boa Vista.

Uma informação interessante da pesquisa, e que embasa o que estamos escrevendo, é que também foram levados em consideração dados específicos referentes à violência envolvendo jovens entre 15 e 24 anos. Foi constatado que, nessa faixa de idade, duas em cada três mortes ocorrem de forma violenta.

Oficina de Teatro era uma das atividades voltadas a jovens do Projeto Crescer

É nessa informação que se justificam a importância de projetos como o Crescer, Menino do Dedo Verde, Guarda Mirim, Orquestra Sinfônica e Coral ArtCanto, desenvolvidos por Teresa, e a relevância de dar suporte ao Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), Bolsa Família, Menor Aprendiz e Agente Jovem.

Os projetos eram voltados a menores em situação de vulnerabilidade social

Algo que também reafirma o papel importante das políticas públicas desenvolvidas na capital nessa redução é o que o estudo caracterizou como “interiorização da violência”, ou seja, enquanto Boa Vista obteve redução no número de homicídios, os municípios do interior conviveram com o aumento. Tanto é que Roraima é o 16º estado mais violento do país, enquanto Boa Vista figura na 25ª posição entre as capitais.

Não foi em vão que Teresa aceitou o convite para ser um das coordenadoras da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Criança e do Adolescente.

Veja no vídeo abaixo o que a deputada pensa sobre a necessidade de políticas públicas voltadas aos menores.


Informação Preocupante

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgou, no último dia 25, um dado preocupante. Dos 191 milhões de brasileiros, 21 milhões têm menos de 18 anos, sendo que 38% deles vivem em situação de pobreza. O problema é que o órgão avalia que as políticas públicas enfocam principalmente as crianças e se esquecem dos adolescentes, uma faixa etária preocupante.

Preocupante porque, conforme a entidade, garotas e garotos nessa idade são considerados os mais vulneráveis em relação a desemprego e subemprego, violência, degradação ambiental e redução dos níveis de qualidade de vida. Só na Amazônia Legal, onde estamos inseridos, há cerca de 2 milhões de adolescentes com idade entre 15 e 17 anos. Mas os serviços voltados a esse grupo ainda são insuficientes.

O relatório está disponível para download no site do Unicef

O relatório “Situação Mundial da Infância 2011 – Adolescência: Uma Fase de Oportunidades” crê que são necessários investimentos em educação, saúde e proteção a jovens pobres e vulneráveis para melhorar esse quadro. Garantir oportunidades e direitos e ouvi-los nos processos de tomada de decisão também é algo apontado pelo Unicef como fundamental para darmos oportunidades a nossos adolescentes.

Posts relacionados:

    -Teresa Surita destaca sucesso de projeto para jovens em Roraima
    -Políticas Públicas: Educação Indígena
    -Em entrevista ao Jornal da Câmara, Teresa defende discussão do combate à violência entre os jovens
    -Eleições 2010: Compromisso com os jovens de Roraima: Confira o segundo programa de Teresa 1510 exibido no horário eleitoral
    -Eleições 2010: Atenção a crianças e adolescentes deve ser prioridade

10 comentários

  1. maylana disse:

    morei em boa vista 3 anos (2000-2003) e participei do projeto meninos do dedo verde muito bom o projeto melhor fase da minha vida,(meu sonho era ter idade pra ser guarda mirim rs). aprendi muitas coisas boas lá, espero poder voltar em boa vista e visistar as instalações do projeto e relembra os momentos bons que passei lá…

    1. Equipe Blog disse:

      Maylana,

      Esses projetos sociais foram muito importantes e precisam voltar a funcionar, para mudar para melhor a vida de nossas crianças, adolescentes e jovens.
      Ficamos feliz pelo projeto “Meninos do Dedo Verde” ter sido importante em sua vida.

      Obrigado pela visita ao blog.
      Volte sempre!
      Um abraço!

  2. Jean hercul disse:

    Muito bacana projetos como esses, achei oportuno divulgar o site ANPV, para darem uma conferida no conteúdo significativo no que tange aos interesses políticos como também no que diz respeito as políticas públicas.

    Abraços.

  3. Conceição Gomes disse:

    Muito bom estes projetos que da amparo aos jovens,de nossa cidade,pois eu moro em boa vista á 17 anos e nunca tinha visto tanta violencia cometida por jovens.

    1. Equipe Blog disse:

      Conceição,

      Agradecemos as palavras e a visita ao blog da prefeita Teresa Surita.

      Você tem razão! A falta de continuidade de ações sociais exitosas voltadas ao combate da violência entre jovens permitiu que o problema voltasse com mais força.

      Está no plano de governo da prefeita para os próximos quatro anos a retomada destas ações. Contamos com a paciência e a união de todos para que tenhamos novamente uma Boa Vista com qualidade de vida.

      Esperamos tê-la outras vezes por aqui.
      Um abraço!

  4. maria helena pessoa disse:

    procurei algum assunto sobre a guarda mirim, e não encontrei, falta informação sobre o projeto, divulgação.

    1. Equipe Blog disse:

      Maria Helena,

      O Guarda Mirim é um programa social mantido pela Prefeitura de Boa Vista que atende adolescentes de 15 a 17 anos. O principal objetivo é a iniciação profissional do adolescente sob o estágio curricular, promovendo o crescimento profissional e pessoal, com acompanhamento psicossocial.

      O Guarda Mirim é um dos projetos fortalecidos nas gestões da prefeita Teresa Surita.

      Atualmente, são 108 adolescentes atendidos. Eles recebem uma bolsa para contribuir com a renda familiar. Os integrantes precisam frequentar a escola e participar de eventos culturais.

      Obrigado pela visita ao blog.
      Um abraço!

  5. maria helena pessoa disse:

    fiz algumas pesquisa para o meu trabalho acadêmico, e vi que em outros municípios existem esse programa e que e um programa que existe a mais de 50 anos, o eu estou dizendo e que não tem nada sobre esse projeto sobre sua criação,seus parceiros,como sobrevivi e principalmente que tipo de ação esta sendo desenvolvidas.

  6. Sofia disse:

    Olá, gostaria de saber algumas informações sobre o funcionamento atual do programa crescer.
    quantas crianças estão sendo atendidas? como está asituaçãode violência hoje na cidade? obrigada

    1. Nandinho Diniz disse:

      Sofia, a prefeita Teresa Surita está trabalhando para reativar o Projeto Crescer, que foi paralisado na gestão anterior. Em relação a dados sobre segurança, sugerimos que entre em contato com a Secretaria de Segurança do Estado. Um abraço

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>